Comitê pede abertura de empreendimentos turísticos aos finais de semana

Estratégicas de aperfeiçoamento do Modelo Controlado foram entregues nesta quinta-feira ao governo estadual

O Comitê de Retomada do Turismo do Rio Grande do Sul entregou um documento ao governo estadual, nesta quinta-feira, 18, pedindo alterações nos protocolos da Bandeira Preta do Modelo de Distanciamento Controlado. A principal reivindicação é a permissão de funcionamento aos finais de semana e feriados dos estabelecimentos turísticos do Estado, com capacidade máxima de 25% de cada empreendimento e uma série de cuidados sanitários. O documento, assinado pelo presidente da Federasul, Anderson Cardoso, com apoio de 50 entidades e instituições, foi entregue ao secretário do Desenvolvimento Econômico e Turismo, Edson Brum, que encaminhou ao conhecimento do governador Eduardo Leite.

O conteúdo do documento defende que o combate às aglomerações é a principal ação contra a disseminação da pandemia. Para isso, foram propostas alterações adicionais nos protocolos de Bandeira Preta, com o objetivo de possibilitar aos gaúchos atividades seguras, principalmente nos finais de semana e feriados, combatendo as aglomerações que ocorrem nesses períodos de forma clandestina e insegura. “Pedimos que sejam garantidas opções seguras de atividades de lazer e turismo para a população gaúcha, com todos os protocolos de segurança e distanciamento obedecidos, em especial nos períodos ociosos, como finais de semana e feriados”, diz o documento.

Foram apresentadas oito medidas no âmbito municipal e sete ações no âmbito empresarial. Entre as sugestões do Comitê de Retomada do Turismo do Rio Grande do Sul, destaque para o incentivo às viagens curtas, realizadas com veículos particulares, para destinos rurais periféricos e isolados; a permissão de pequenos encontros culturais, sociais, recreativos, religiosos e familiares de até 12 pessoas, desde que respeitadas as regras de segurança e distanciamento por metro quadrado; liberação de pequenos encontros particulares ao ar livre, respeitando a demarcação de lugares; ampliação do horário de funcionamento dos estabelecimentos comerciais, evitando a concentração de clientes nos horários reduzidos e mantendo a redução da capacidade de atendimento; além do controle de tráfego de transfers de turistas, conforme percentuais de capacidade de passageiros permitidos pela bandeira vigente.

Para as empresas, o Comitê sugere a manutenção dos limites de atendimento ao público, ocupação de áreas comerciais, dayuse, atividades ao ar livre, hospedagem executivas e de lazer em concordância com os postulados atualmente por cada bandeira no Modelo de Distanciamento Controlado, desde que garantido sempre o percentual mínimo de 25% da capacidade total em cada empreendimento, inclusive na Bandeira Preta. Outra proposta é que o controle de acesso ao estabelecimento seja exclusivamente para usuários e clientes que realizem reservas antecipadas para evitar filas e listas de espera.

Os integrantes do Comitê de Retomada do Turismo do Rio Grande do Sul entendem que “as atividades controladas de turismo responsável, seguindo rígidos protocolos de segurança, com fluxo reduzido de visitantes, são as grandes aliadas no combate às aglomerações em muitos países que já atualizaram seus modelos de distanciamento controlado. Ao reconhecer o papel sanitário das atividades de lazer, o poder público alia-se ao empresariado no combate às aglomerações clandestinas”, diz o documento.

O Rio Grande do Sul é o segundo mais importante destino turístico do Brasil. O Comitê acredita que as estratégias sugeridas para o aperfeiçoamento do Modelo de Distanciamento Controlado e nos protocolos de cogestão serão fortes aliadas do governo estadual neste momento mais crítico da pandemia.

Compartilhe: http://gramadoecanelaconventionbureau


Warning: call_user_func_array() expects parameter 1 to be a valid callback, function 'my_plugin_comment_template' not found or invalid function name in /home/conventionbureau/www/wp-includes/class-wp-hook.php on line 287

Deixe o seu comentário!

Seu endereço de e-mail não será publicado.