Jornalistas abordam o uso e os benefícios do marketing de influência 

O Convention Ao Vivo da semana passada recebeu as jornalistas Queli Giuriatti, diretora da QG Comunica, e Poli Lopes, gestora da Poli Lopes Produção de Conteúdo. Elas apresentaram cases reais para explicar como marcas e empresas podem promover ações que criem uma ponte com o público através do relacionamento com jornalistas, formadores de opinião e influenciadores digitais. Além disso, quais são as formas mais comuns de ações com influenciadores e os benefícios do marketing de influência. 

Assista ao vídeo completo:

Queli começou a conversa apontando que o influenciador ideal não é necessariamente aquele que tem uma grande quantidade de seguidores, mas sim aquele que tenha credibilidade com os seguidores e que transmita confiança para as empresas. Na hora da escolha, os empresários devem levar em conta quem é esse influenciador, o que ele fala, como se posiciona sobre os assuntos polêmicos, que devem estar alinhados com os princípios e valores da empresa, bem como, a mensagem que ela quer passar.

Ela comentou que os influenciadores podem ser divididos em três grupos, de acordo com o número de seguidores e suas especificidades:

  1. Macro influenciadores – possuem mais de 100 mil seguidores – vão conseguir um grande número de seguidores para as redes sociais do cliente, proporcionando o chamado reconhecimento de marca.
  2. Micro influenciadores – possuem até 10 mil seguidores – mais do que atrair seguidores para o cliente, a principal característica é a maior interação com o público. As pessoas que acompanham esses influenciadores vão comentar sobre as experiências postadas, fazer perguntas aproximadas.
  3. Nano influenciadores – contam com mais de 3 / 4 mil seguidores – a interação com o público fica ainda mais evidente, pois conseguem responder diretamente os comentários e mensagens, relatando as suas experiências publicadas. Além disso, conseguem reverter poucos e bons seguidores. Ou seja, um público qualificado, que se identifica com a marca e tem potencial real de adquirir o produto ou serviço.

Queli, que atua no setor de assessoria de imprensa e relacionamento com formadores de opinião e influenciadores, destacou que a primeira questão ao pensar em ações de relacionamento é usar a criatividade. Em seguida, escolher influenciadores que são afins com a empresa. Sobre as ações de relacionamento com a imprensa e formadores de opinião, a jornalista destacou que sua importância primária é colocar as pessoas em contato com a marca e que mesmo que não gerem postagens nas redes sociais, elas proporcionam benefícios a longo prazo – que muitas vezes são maiores do que likes em fotos.

Nessas ações, o papel do influenciador é diferente do da publicidade, pois não é a empresa falando dela mesma, mas outra pessoa afirmando que gosta, admira e se identifica com a marca. É importante que se dê liberdade para o influenciador criar (a partir do briefing dado pela empresa), pois ele sabe a forma mais adequada de atingir sua audiência, assim como os melhores canais. É imprescindível que ele use uma linguagem própria, aquela que adota sempre, e que se comunica com o público que acompanha o seu conteúdo.

Também é essencial identificar quem são os grandes fãs da marca, aqueles que enriquecem as conversas, que defendem a marca e auxiliam na divulgação. Estes fãs devem ser tratados de forma diferenciada, com o envio de um mimo ou voucher. Essas ações podem ter custo, que será pequeno diante do retorno que poderão proporcionar, pois além de manter o cliente próximo, ele vai poder passar essa mensagem adiante, por gostar e respeitar a marca.

A jornalista enfatizou que as assessorias de imprensa podem oferecer um serviço de curadoria de influenciadores, a partir dos objetivos que a empresa pretende atingir com determinada ação. Os empresários também podem fazer contato diretamente com influenciadores, de acordo com o perfil do produto ou serviço que querem divulgar.

Por fim, Queli destacou a importância de pararmos para pensar no que podemos promover, principalmente nesse momento em que o turismo está reabrindo e que estamos conseguindo reagendar a maioria dos eventos. Precisamos identificar quem é o nosso cliente, quem influencia o nosso cliente e trabalhar no propósito de criar e manter relacionamento com esse público, trazendo essas pessoas para que conheçam ou visitem a nossa região.

Compartilhe: http://gramadoecanelaconventionbureau


Warning: call_user_func_array() expects parameter 1 to be a valid callback, function 'my_plugin_comment_template' not found or invalid function name in /home/conventionbureau/www/wp-includes/class-wp-hook.php on line 287

Deixe o seu comentário!

Seu endereço de e-mail não será publicado.